Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

13 de fevereiro de 2016

Dilma não sabe onde cortar verbas. Não é piada.

Muitas vezes os membros do governo petista fazem declarações engraçadas em plateia de militantes, que aplaudem e dão muitas gargalhadas. De vez em quando a presidente Dilma diz umas coisas fora do script que causam espanto e fazem a plateia sorrir por causa do absurdo tanto da forma como do conteúdo. Há poucos dias o Governo anunciou que faria um vultoso corte de verbas, chamado na linguagem dos economistas de contingenciamento. Houve bastante críticas até de governistas porque setores como Saúde, Educação, Segurança e até programas sociais teriam suas verbas reduzidas. De repente, o Governo informa que não sabe por onde começar a fazer os cortes. Parece mais uma piada, dessa vez para o público em geral, mas não é;
Mais uma vez Dilma vem com aquela conversa de que não sabe onde vai cortar verbas e que a volta da CPMF é a única alternativa para cumprir o superavit fiscal. Isso não é verdade. O Governo pode começar a fazer contingenciamento dos gastos públicos. Deixando de lado as promessas até agora não cumpridas de redução de ministérios e cargos em comissão, poderiam extinguir a Empresa de Planejamento e Logística do Trem-Bala, que tem nada menos que 185 funcionários e que em 2015 teve um custo de R$ 46 milhões. Há também os cartões corporativos que são entregues a servidores que já são regiamente pagos pelos cofres públicos;
O que não pode é o Governo não contribuir com absolutamente nada e ainda querer que os cidadãos paguem através da CPMF e outros tributos. Na correção da tabela do Imposto de Renda ninguém fala. Até chocolate teve aumento de alíquota. Os estados entram nessa farra e aumentam alíquotas do ICMS e do IPVA. Estamos vivendo crise econômica, na Saúde, na politica, e parece que o governo do PT aposta na inércia dos eleitores e luta aposta na manutenção do grupo político no poder. pode ser que haja alguma surpresa e o povo mostre sua repulsa já nas eleições municipais de outubro. A inflação está aí servindo de cabo eleitoral contra o Governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário