Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

15 de agosto de 2013

‘Caras tapadas’: O que está por trás do vandalismo nas manifestações?

Desde que se intensificaram as manifestações principalmente nas ruas do Rio de Janeiro e São Paulo também aconteceram de modo igualmente intenso atos de vandalismo, com cenas de depredações de bens públicos e privados. Existem muitas suspeitas, que passam por partidos políticos, anarquistas e em alguns casos até acusações de coisa feita por membros do Governo para que o mesmo surja com soluções para as reivindicações e em outros momentos acusações às polícias, sabe-se lá com qual interesse:

Já é hora de a sociedade exigir o fim da onda de vandalismo. A polícia precisa, sim, agir com rigor (não se trata de violência). Os vândalos são facilmente identificáveis. É só olhar para quem esteja nas manifestações com os rostos tapados. É assim que eles agem. Escondidos atrás de suas máscaras, ato típico de quem pratica a bandidagem. Quando nas primeiras participações dos vândalos, a polícia foi duramente criticada, e com razão, porque tentou reprimir o vandalismo com excesso de violência, o que causou o surgimento de ONGs condenando a atuação da polícia, além dos infalíveis defensores dos ‘direitos humanos’, sempre deixando de lado os humanos direitos;

Há gente reivindicando que a repressão aos atos de vandalismo seja feita com o maior vigor possível para que os motivos das manifestações não sejam ofuscados pelos atos de vandalismo, como tem ocorrido na maioria das vezes. Os mais radicais pedem até que os vândalos recebam alguns golpes de cassetete para sentirem o efeito das pancadas lembrando-se delas sempre que tiverem a ideia de depredar o que quer que seja durante as manifestações;

Temos visto a presença amistosa da Polícia Militar nas passeatas dos professores da Prefeitura do Rio de Janeiro e os professores estaduais que estão acontecendo nesta semana. Aconteceram alguns atos de vandalismo, mesmo com a presença da polícia. Alguns dos vândalos foram quase como convidados a comparecer a uma delegacia e depois liberados. Um grupo muito maior do que o de detidos continuou nas ruas com suas máscaras no rosto, quando o certo seria exigir a descoberta dos rostos ou então o definitivo afastamento deles de perto dos que reivindicavam  de ‘cara limpa’;

Está mais do que na hora de se dar um fim nesses atos, o quanto antes. Estão sendo programadas manifestações em todo o País no dia 7 de setembro, quando milhões de brasileiros sairão às ruas reivindicando total independência dos péssimos políticos que há anos estão se servindo do povo e a ele servindo. Os recados serão dados de modo bem claro, mas se o vandalismo acontecer naquela ocasião as reivindicações serão deixadas de lado pela mídia. Por aí se vê que tudo dá a entender que os vândalos agem para beneficiar algum grupo, que certamente não é o povo ordeiro que quer ver mudanças radicais no comportamento da maioria dos políticos brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário