Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

16 de maio de 2013

Votação da MP dos Portos desmoraliza ainda mais o Congresso Nacional

  • As cenas que têm sido assistidas nos últimos dias no plenário da Câmara dos Deputados serviram para demonstrar o quando está deteriorado o Poder Legislativo brasileiro. Nas discussões sobre a Medida Provisória nº 595/2012, a MP dos Portos, também denominada por alguns parlamentares de ‘MP dos Porcos’ e de ‘MP do Tio Patinhas’, foi possível assistirmos acusações e xingamentos trocados entre integrantes da ‘base aliada’, com alguns comentaristas admitindo que tanto uns como outros tivessem razão nas denúncias que faziam. Usando sua força para não sofrer a derrota da perda de eficácia, o Governo pôs em ação o ‘rolo compressor’ da maioria que tem na Câmara dos Deputados, não se envergonhando de ‘mobilizar’ sua bancada com a promessa de liberação de emendas parlamentares, numa gritante compra de votos, uma nova forma de ‘mensalão’, assunto do qual o Governo entende muito bem, não fora os seus figurões já condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento do ‘Mensalão do PT’;
  • Não faltaram durante esta semana indícios de fisiologismo, demagogia, falta de preocupação com o interesse público, enfim, uma demonstração de total imoralidade no exercício de um mandato eletivo. A parte mais ‘empolgante’ das sessões em que se discutiam as emendas à MP ficou por conta dos deputados Ronaldo Caiado (DEM-GO) e Anthony Garotinho (PR-RJ), que trocaram acusações abertamente, no tal momento em que muitos acharam estarem ambos falando a verdade sobre os respectivos ‘currículos’. Ressalte-se que não houve xingamento de mãe por nenhum dos dois. Ainda teve um outro deputado, Toninho Pinheiro (PP-MG), que subiu ao ‘palco’ da Mesa com uma faixa nas mãos, parecendo um estudante rebelde em passeata, sendo retirado por seguranças, esperneando de modo bastante cômico;
  • Hoje, a MP dos Portos está sendo apreciada pelo Senado, que tem prazo até a meia-noite para aprová-la, sob pena de perder o efeito. Não há porque pensar que o ‘rolo-compressor’ do Senado não funcione. No entanto, a desmoralização do Congresso Nacional ficará mais acentuada, pois o Palácio do Planalto já avisou que não quer perder a batalha pela aprovação da MP, mas que irá vetar uma série de dispositivos votados e aprovados, incluindo entre esses alguns de autoria de integrantes da famigerada ‘base aliada. É a desmoralização final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário