Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

22 de maio de 2013

O povo não suporta mais ver tanta coisa ruim vinda dos políticos

  • Não anda nada agradável o momento que o Brasil vive. Corrupção, desmandos, fisiologismo e outros malfeitos praticados por políticos nunca foram novidades entre nós, mas atualmente a grande maioria não está procurando limites para tais práticas. O ‘toma lá dá cá’ parece estar institucionalizado. As notícias são quase que diárias, com alguns protagonistas se repetindo. Para esses, só mesmo o tradicional ‘Óleo de Peroba’ para ser usado após a barba. É um autêntico vale tudo, na base do ‘farinha pouca, meu pirão primeiro’. No Congresso Nacional, a imensa maioria do Governo nas duas Casas só funciona depois de liberação das famigeradas emendas pessoais dos parlamentares ao Orçamento Geral da União, quando são abertamente ‘comprados’ ao terem certeza de que recursos públicos serão disponibilizados para obras em seus redutos, quando ganham dois lucros; a resposta do voto pela população beneficiada e não raramente pela propina que cai em suas contas, vinda de empreiteiras ligadas a eles, e que vencem concorrências sabe lá Deus de que modo;
  • A população vê, espantada, o crescimento das despesas públicas com a construção e reforma de estádios para a Copa do Mundo de 2014, algumas chegando a ter majorações do valor final das obras de até 50% sobre o valor inicial do projeto. Tudo isso envolvendo gastos de dinheiro público, mesmo que a título de financiamento, cujo retorno não sabe quando (e se) ocorrerá. Enquanto isso faltam recursos para hospitais, escolas, para a segurança pública, transportes e outras carências da população em geral. O que faz o Governo pelos aposentados, que não sejam reajustes abaixo da inflação, diminuindo a cada ano o poder de compra dos idosos, além de aprovar aumentos nos preços dos remédios, exatamente quando os velhinhos mais fazem uso de medicamentos? Isso aí e muito mais falta à população;
  • Ainda repercute aquela encenação da aprovação da MP dos Portos, com o Governo usando seu ‘rolo-compressor’ no Congresso para aprová-la no penúltimo dia de sua validade, com troca de insultos entre deputados da ‘base aliada’ e com a oposição lutando o quanto pôde para sua perda de eficácia, não por discordar da mesma, mas pelo prazer de infringir uma derrota ao Governo. Já no Senado, todas as normas foram quebradas e a MP foi aprovada em poucas horas, com senadores da oposição votando a favor. Tudo não passa de jogo de interesses. E o País, Isso para eles é um detalhe. O que vale é beneficiar-se de algum ponto da lei. Afinal, a grande maioria dos parlamentares se não for de empresários é de pessoas ligadas a eles, nem que seja para receber ‘doações’ para suas campanhas;
  • Uma declaração do ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) não foi bem recebida por alguns parlamentares, em especial os governistas. O ministro disse: “A debilidade mais graves do Congresso Brasileiro é que ele é inteiramente dominado pelo Poder Executivo”. Os parlamentares reclamaram? A verdade quase sempre machuca. Por que reclamam, se há poucos dias deputados e senadores deram demonstração disso. O número de Medidas Provisórias (MPs) é gritante. Joaquim Barbosa falou outra verdades que doeram neles: “Nós temos partidos de mentirinha. Eu diria que o grosso dos brasileiros vão vê consistência ideológica e programática em nenhum dos partidos... Querem o poder pelo poder. Essa é uma das grandes deficiências, a razão pela qual o Congresso se notabiliza pela sua ineficiência, pela incapacidade de deliberar...  O Poder Legislativo, especialmente a Câmara dos Deputados, é composto em grande parte por representantes pelos quais não nos sentimos representados...” E os parlamentares não gostam de ouvir a verdade;
  • Até quando o povo vai continuar anestesiado com a propaganda oficial dizendo que tudo vai bem? Até quando o povo vai continuar acreditando que as pessoas estão deixando de ser pobres e subindo de classe social por estarem adquirindo equipamentos eletroeletrônicos, viajando de avião, sem que observem que os preços de gêneros alimentícios sobem todos os dias? Até quando o povo vai continuar o aumento evidente do risco da volta da inflação? Até quando? Já é tempo de a população pensar em mudar esse quadro. Já é hora de se pensar em mandar a grande maioria dos políticos para casa. Chega de enganar e roubar o povo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário