Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

23 de maio de 2013

Quem espalhou boato sobre fim da Bolsa Família tem que ser punido

  • Parecia mesmo coisa orquestrada. Um boato se espalhou rapidamente e aconteceu uma corrida a agências da Caixa Econômica Federal e às casas lotéricas em várias cidades de mais de dez estados. O que chama a atenção é a facilidade com que as pessoas acreditam no que espalham como se verdade fosse. É com se alguém me dissesse que minha mãe está me procurando e eu saísse correndo para atendê-la, mesmo tendo ela falecido há cerca de dez anos. Com a velocidade da Internet e a quantidade de gente com acesso às redes sociais, é fácil compreender que uma informação se espalhe em fração de segundos pelo mundo a fora. No caso, o boato dava conta de que o programa Bolsa Família estava sendo encerrado pelo Governo. Como os beneficiários do programa tomaram conhecimento em massa é que causa estranheza. Afinal, não dá para se admitir que alguém de uma família com renda mensal de R$ 70,00 possa ter acesso à Internet tão instantaneamente como ocorreu no último fim de semana;
  • Já teve gente do primeiro escalão do Governo da presidente Dilma afirmando que o boato espalhado era de iniciativa da oposição, com objetivos eleitoreiros com vistas ao pleito de 2014. Uma ministra, com isso, passou pela vergonha de se desculpar horas depois pela precipitação. Por sua vez, os oposicionistas também não deixaram sem resposta o açodamento da ministra. O Governo afirma estar apurando as origens dos boatos para tomar descobrir a origem dos boatos e com que objetivos foram espalhados, além  tomar as medidas que se façam necessárias para punir os responsáveis na forma da lei;
  • Não faltou também quem fizesse alusão ao fato de que muitas das pessoas que estavam agitando o ambiente nas agências da Caixa e nas casas lotéricas não tinham nenhum aspecto de pessoas necessitadas de participar do programa, tanto pela vestimenta como pelos celulares modernos que portavam. E ainda até depredavam os locais, comportamento que não são nada costumeiros naqueles que realmente vivem em situação de extrema pobreza e que possam participar da Bolsa Família;
  • Seja o que for que tenha provocado esse fato, uma coisa ficou patente, que á a falta de fiscalização quanto a quem não deva estar se beneficiando do programa, como há menos de uma semana foi divulgado pela mídia, ao ponto de se dar destaque a uma beneficiária que pediu cancelamento de sua participação, uma vez que havia mudado a sua condição social para continuar recebendo o benefício. Isso é uma clara demonstração de que ser honesto no Brasil é caso para merecer destaque. Espera-se que a Polícia Federal aja com rapidez e eficiência e que a Nação fique sabendo o quanto antes de onde saíram os boatos e que interesses estavam por trás disso. E que sejam punidos os responsáveis, doa a quem doer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário