Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

27 de novembro de 2012

Notícias de 'malfeitos' e de ameaças estão tirando o sono de petistas

  • O que não está faltando são notícias por conta dos últimos 'malfeitos' praticados por gente do PT, principalmente os apadrinhados pelo ex-presidente Lula, principalmente depois das verdadeiras bombas que caíram no arraial do Poder, forçando a presidente Dilma Rousseff a promover demissões em massa das pessoas envolvidas na denúncias que culminaram até com algumas prisões de figuras de importância em órgãos federais, principalmente a ex-chefe do escritório da Presidência em São Paulo Rosemary Nóvoa de Noronha, a agora já famosa Rose. Aliás, depois a amplamente divulgado que a presidente Dilma teria ficado irritada com os fatos e 'fritado' todos os indiciados, sai hoje a informação de que a exoneração de Rose foi “a pedido”, o que demonstra sua influência. A amiga de Lula, oficialmente, deixou o cargo porque quis. Consta que a exoneração “a pedido” foi uma solicitação de Lula. A prova de que Rosa ainda tem prestígio está no fato de que para o servidor público, demissão representa uma punição, enquanto a “exoneração a pedido” representa saída voluntária, algo que não aconteceu;
  • Uma outra notícia que dando a entender que os figurões do PT estão 'correndo da sala pra cozinha' está no site da "Folha de São Paulo' dando conta de que o presidente do Instituto Lula e um dos principais amigos de Lula, Paulo Okamotto (aquele que assumiu uma dívida de quase R$ 30 mil de Lula e pagou de seu próprio bolso) disse que não vê motivos para que o ex-presidente se manifeste sobre a Operação Porto Seguro - a ação da PF investigou uma servidora da Presidência ligada a Lula: "Estamos ainda no meio das investigações. Deixa a polícia trabalhar". Okamotto garante que Lula está trabalhando normalmente na sede do instituto;
  •  Outra notícia que está dando dor de cabeça entre os petistas está no site do 'Estadão', na qual o delator do comércio de pareceres em órgãos federais, o ex-auditor Cyonil da Cunha Borges de Faria Júnior afirmou que o ex-ministro José Dirceu teria interesse em processo do Tribunal de Contas da União (TCU) fraudado para favorecer a empresa Tecondi. Em depoimento à Polícia Federal, ele disse que o esquema investigado na Operação Porto Seguro pode envolver mais funcionários do TCU. Ao relatar conversas que teve com o ex-diretor da Agência Nacional de Águas (ANA) Paulo Rodrigues Vieira, preso pela PF e apontado como chefe da quadrilha, Cyonil disse ter ouvido dele comentário sobre o ex-titular da Casa Civil. "Recordo-me que Paulo sempre falava que era o César (Carlos César Floriano, dono da Tecondi) que faria contato quanto ao assunto do parecer favorável à Tecondi, sendo que, inicialmente, mencionara que José Dirceu tinha interesse no andamento do processo", disse ele;
  • Mas a notícia pior pera o pessoal do PT e do Governo também está no site do mesmo 'Estadão' avisando que integrantes do PT entraram em ação nas últimas 48 horas para tentar acalmar a ex-chefe do escritório da Presidência em São Paulo Rosemary Nóvoa de Noronha, a Rose, que está desarvorada com a perda do cargo e com o indiciamento por parte da Polícia Federal (PF) por suspeita de envolvimento com uma quadrilha que traficava pareceres técnicos. A ex-chefe do escritório paulista, que sempre se sentiu à vontade para ligar para a cúpula petista e ministros, recorreu ao ex-ministro José Dirceu ao perceber a presença da PF em sua porta. Ela trabalhou com ele por 12 anos. O ex-ministro respondeu que não poderia fazer nada. Rose tentou ainda falar com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que não lhe atendeu. Como seu padrinho, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, estava voando da Índia para o Brasil, foi atrás do ministro-chefe da Secretaria Geral, Gilberto Carvalho, que do mesmo modo nada pôde fazer, a não ser tentar acalmá-la;
  • As próximas horas e os próximos dias prometem ser movimentados. As 'tropas de choque' do Governo na Câmara dos Deputados e no Senado Federal já estão sendo convocadas para impedir que a oposição aproveite o momento para convocar qualquer um dos indiciados, em especial a ex-poderosa Rose, que ao se sentir desamparada poderá 'jogar sujeira no ventilador' e deixar muita gente mal, entre esses o próprio ex-presidente Lula. O Líder do Governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou ontem que sua liderados vão impedir qualquer convocação de Rose, por tratar-se de uma 'simples secretária', de escalão inferior. Pois bem. Se ela abrir a boca, muita gente certamente vai ficarse dormir e comer por longos dias.

Um comentário:

  1. Estou acompanhando há poucos dias o seu blog. Muito bom. Tem feito parte de minhas informações políticas diárias.

    obs: tive de postar como anônima
    Não soube fazer diferente
    Sandra D'Agostini

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário