Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

4 de janeiro de 2012

Movimentos anticorrupção vão sair às ruas em 2012

  • O site Congresso em Foco informa que as eleições municipais serão o principal combustível em 2012 para os movimentos que levaram milhares de pessoas às ruas em 2011 para protestar contra a corrupção.  Diz ainda que os organizadores desses atos estão de olho no julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a validade da Lei da Ficha Limpa para estas eleições, e que estão preparando uma ofensiva na internet contra candidatos a prefeito e vereador envolvidos em denúncias e com problemas na Justiça. A ideia é, independentemente do resultado do julgamento do Supremo, dificultar a vida de quem tem histórico pouco recomendável para ocupar cargos públicos;
  • O Movimento de Combate à Corrupção (MCC) foi responsável pelas manifestações que reuniram cerca de 30 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios, no dia 7 de setembro, e outras 13 mil, em 12 de outubro. Os coordenadores do MCC apostam na organização virtual para dar continuidade às ações do grupo;
  • Para dirigentes da Amarribo, entidade de coalizão contra a corrupção criada em Ribeirão Bonito (SP), os brasileiros têm de encarar as eleições como uma oportunidade de exigir candidatos ficha limpa e realizar mais marchas em prol das reivindicações comuns, entendendo que o resultado do julgamento da Ficha Limpa e a reforma ministerial a ser anunciada pela presidenta Dilma também podem precipitar novas mobilizações;
  • Os coordenadores do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) acreditam que, apesar das facilidades da internet, o ano ainda será propício para mais marchas nas ruas, pois agora a população acordou para a necessidade de se fazer algo contra os desmandos políticos e que não há mais tolerância e isso tem acontecido no país todo. O MCCE foi responsável pela reunião das assinaturas que garantiram a apresentação do projeto da Lei da Ficha Limpa no Congresso. Agora, o MCCE quer centrar fogo na reforma política;
  • Resta agora à população em geral - os eleitores em particular - prestar mais atenção às mensagens emitidas durantes as manifestações, entendendo que os 'malfeitos' praticados por políticos, em especial ministros e seus auxiliares, significam que estão metendo a mão nos seus bolsos, pois o dinheiro público que engorda suas contaas bancárias e os cofres de seus partidos polítcos ao qual são filiados é proveniente dos impostos pagos pelos consumidores, ou seja, pelo cidadão/eleitor. Está na hora de dar um basta nisso tudo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário