Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

16 de novembro de 2009

Governo insiste em culpar raios pelo apagão


Em nota, o Ministério das Minas e Energia afirma que curto-circuito provocou blecaute. A seguir, na íntegra a Nota do MME:


Sobre a interrupção de energia ocorrida na noite do dia 10, que causou grandes transtornos à população de vários estados do País, o governo federal esclarece:


Pouco depois das 22 horas da terça-feira passada, curtos-circuitos próximos à subestação de Itaberá, em São Paulo, provocaram o desligamento de três linhas de alta tensão que transportavam energia da usina de Itaipu e do sistema Sul. No momento da interrupção, a região enfrentava descargas atmosféricas, ventos e chuvas intensas.


Com a perda da Usina de Itaipu e do fornecimento da região Sul, outras usinas também foram desligadas automaticamente na região Sudeste, a mais afetada por essas ocorrências.


Em reunião extraordinária, por orientação do Presidente da República, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico criou um grupo de trabalho, coordenado pelo Ministério de Minas e Energia, para acompanhar os estudos e as análises das causas da ocorrência, bem como propor medidas que aumentem o grau de segurança e confiabilidade do nosso sistema interligado de fornecimento de energia elétrica, reconhecidamente um dos mais modernos e eficientes do mundo. Assim, evitaremos novos transtornos para a população e para a economia.


Aqueles que tiveram aparelhos elétricos danificados pela interrupção do fornecimento de eletricidade poderão solicitar o ressarcimento do prejuízo às concessionárias locais de distribuição, no prazo de 90 dias.


Por último, é importante deixar claro que o Brasil conta com a energia necessária para continuar a crescer vigorosamente, gerando produção, trabalho e renda. E graças ao planejamento e aos fortes investimentos no setor, tampouco enfrentará problemas de oferta de energia no futuro.


É impressionante como a palavra oficial insiste em querer que a população acredite que tudo está muito bem. Menos de um mês antes do apagão (ou blecaute, como diz o Governo), a ministra-candidata, que é quem manda e desmanda no ministério, afirmara que não havia risco de apagão. Não houve apagão oficialmente, mas o blecaute deixou 18 estados e mais de 60 milhões de pessoas e energia elétrica e muitos com bastante problemas;


Chama também a atenção o interesse de Lula em fazer comparações entre seu blacaute e o apagão de Fernando Henrique. Técnicos e especialistas continuam afirmando que a intensidade dos raios que ocorreram na região apontada pelo MME e os equipamentos existentes não justificam o que aconteceu. O que pensam os consumidores de energia que vivenciaram o apagão está resumido numa carta de um leitor de "O Globo", em sua edição de hoje:


Bolsa Apagão - Nunca antes na história deste país a Usina Hidrelétrica de Itaipu ficou paralisada, causando um apagão que atingiu 18 estados e aproximadamente 60 milhões de pessoas. Já que o governo está criando a Bolsa Celular com R$ 7 por mês para pagar a conta do telefone, nada mais justo que crie a Bolsa Apagão, destinada ao pagamento de lanternas, velas, geradores para os hospitais, instalação de luzes de emergência etc. Os sem-lua agradecem. - ALMIR ABREU DOS SANTOS, Niterói, RJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário