Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

4 de novembro de 2013

Violência no Brasil: crimes com arma de fogo aumentam 500% em 30 anos

Estudo finalizado recentemente pelo sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, mostra que a violência continua crescendo e forma preocupante no Brasil, sendo comparável a países que vivem em conflitos e guerra. O estudo, que abrangeu as últimas três décadas, de 1980 a 2010, constatou que houve um aumento percentual significativo do número de assassinatos no país, sendo as armas de fogo o meio responsável pela quase totalidade dos casos. Somente no ano de 2010, 38.892 pessoas foram mortas por armas de fogo no Brasil, o que resulta num número de 108 mortes por dia. As vítimas de homicídio atingiram mais de 90% de casos em 2010, sendo que em 1980, os homicídios como causa do mesmo tipo de morte eram cerca 70% dos casos. De acordo com o mesmo estudo, tivemos, nesses 30 anos, um crescimento de cerca de 500% na taxa de homicídios no Brasil e também um aumento definitivo do uso de armas de fogo como meio quase que exclusivo para os assassinatos. Isso mostra que a violência armada indiscriminada no Brasil transformou-se num caso extremamente sério, sendo comparável ou, muitas vezes, superior a países que vivem em guerra, que passam por genocídios, conflitos étnicos, entre outros motivos;

O que se observa, então, é que a violência está crescendo assustadoramente no Brasil, mas os governantes parecem pouco se importarem com isso. A presidente Dilma só pensa em sua reeleição ─ neste fim de semana, em pleno Dia de Finados, reuniu ministros para impor soluções de modo que obras possam ser inauguradas em plena campanha eleitoral ─, enquanto os parlamentares ou ficam sujeitos ao Executivo aprovando tudo que seja de interesse do Governo ou, então, apresentam projetos estapafúrdios, mas com chance de aprovação, como o que permite e facilita a criação de novos municípios, sem deixar de lado a pior deles, que a implantação do sistema de cotas raciais para eleição de deputados (isso mesmo, de eleição e não de candidaturas), além de outros absurdos;

Já sabemos que os recursos orçamentários destinados à Segurança não são utilizados, mas não deixa de ser absurdo quando vemos um coronel da Polícia Militar é espancado e tem sua arma roubada nada é feito. Vândalos quebram tudo e a Justiça os solta imediatamente. Em algumas manifestações chegaram a queimar a Bandeira Brasileira, e fica por isso mesmo? E o que dizer de artistas que dão força aos anarquistas apoiando suas ações? As polícias são em geral incompetentes, mas quando agem com rigor aparece até ministro de Dilma falando em direitos humanos. E os humanos direitos, como é que ficam? Está na hora de o povo continuar protestando e exigindo mais ação e rigor. Essa violência pode levar o País a uma situação de desespero e consequente descontrole. Sob a alegação de legítima defesa, o clima pode se deteriorar e ficarmos à beira de uma guerra civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário