Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

6 de novembro de 2013

Dilma, cadê o desconto de 20% nas contas de energia? Light aumenta tarifa em 4,68%

A notícia está estampada na manchete de hoje da edição de 'O Globo': "Light sobe tarifa em 4,68% por conta de 'gatos' e custos". É isso mesmo! Os que pagam as contas pelo uso correto de energia elétrica vão bancar o consumo dos que têm o benefício obtido de modo clandestino. E isso é para que a Light seja ressarcida dos prejuízos que tem por causa da utilização de sua 'mercadoria' sem receber nada por isso. Diz ainda a notícia que parte dessa 'ajuda' nada voluntária servirá para um programa que o Governo Federal está planejando para beneficiar a população carente das comunidades cariocas, ou seja, vem aí a Bolsa Energia Elétrica. A notícia também está no site de notícias G1;

Mas vem à memória um outro fato: no ano passado, às vésperas das eleições municipais, a presidente Dilma anunciou em cadeia de rádio e TV que as tarifas de energia elétrica teriam uma redução de 20%. No entanto, antes dessa redução a mesma Light foi autorizada a aumentar o valor de sua tarifa, fazendo com que a redução se tornasse menor, fato aqui criticado no dia 7 de novembro do ano passado (Leia aqui). Posteriormente, em 7 de dezembro, outra vez abordamos o mesmo assunto (Leia aqui), que demonstram uma série de contradições da mandatária de plantão no Palácio do Planalto;

Enquanto isso, a grande preocupação da presidente Dilma é a sua candidatura à reeleição em 2014. Ela aposta na falta de memória do povo. O Governo está preocupado em agilizar a entrega de obras para serem inauguradas no ano eleitoral, enquanto a legislação permitir. No entanto, ela sabe que a tarefa não será tão fácil como foi, em parte, na eleição de 2010, quando Lula deixou de ser presidente da República e passou a frequentar os palanques com seu 'poste'. Agora, Dilma sofre o desgaste de uma administração muito criticada, com seus índices de aprovação apurados em pesquisas tendo caído de tranquilos 68% para pouco mais de 35% desde junho passado. Numa estranha pesquisa feita pelo Ibope, as mesmas pessoas que reprovaram nada menos que 8 de 9 atividades de responsabilidade do Governo tenham afirmado que reelegeriam a presidente já no primeiro turno em 2014. Isso é totalmente sem lógica;

Enfim, resta a esperança de que a população esteja mais esclarecida ─ para isso as redes sociais estão servindo pera muita coisa ─, além do fato de que o quadro de adversários está se apresentando com bastante consistência para no mínimo levar a eleição presidencial para um segundo turno, quando os principais candidatos de oposição, Aécio Neves/José Serra (PSDB) e Eduardo Campos/Marina Silva (PSB e Rede) já avisaram que estarão unidos para tirar o PT do Poder. Estas atitudes como a da tarifa de energia elétrica certamente será um excelente 'cabo eleitoral' para os candidatos da oposição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário