Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

7 de novembro de 2013

Pagar o 'pato' pelo 'gato'

Ainda repercute o aumento de 4,68% que deixou muita gente indignada pelo fato de a presidente Dilma ter anunciado no ano passado, perto das eleições municipais, que as tarifas de energia elétrica teriam um abatimento de 20% nas contas dos consumidores. Isso nós já conhecemos, mas não custa nada registrarmos aqui a indignação de muita gente estampada na seção de carta dos leitores todos do Rio de Janeiro, na edição de hoje do jornal 'O Globo', com o título acima:

"Poucos meses atrás, a presidente Dilma anunciou, em cadeia nacional, a redução da tarifa de energia elétrica. Agora, alegando perdas com furto, o manjadíssimo 'gato', a Light penaliza os consumidores que pagam regularmente suas contas, com aumento de 4,68% nas tarifas residenciais. E emaranhado de fios nas comunidades carentes sugerindo a adoção de tal prática é visível, já tendo sido registrados inúmeras vezes em jornais e TVs. Usam e abusam da energia elétrica, o dia inteiro, às custas dos tolos. E continuarão usando, cada vez mais, estimulados e beneficiados pelos programas sociais do governo a adquirir novas máquinas de lavar, aparelhos de ar, ventiladores, computadores etc. A Aneel somente tomou conhecimento disso agora? Se sabia, não previu a perda? Deveríamos ─ naquele dia do anúncio da presidente ─ ter vestido o modelito 'gato escaldado', traje apropriado para sofrida população pagante de impostos, agora surpreendida com esse 'presente pré-natalino'." - MARIA DA GRAÇA CUNHA FABOR

Agora está sacramentado: para solucionar problemas econômicos, aumentem-se cobranças ao cidadão. Se a Light perde receita com 'gatos', aumenta-se a tarifa de energia; se há fraudes no seguro-desemprego, 'tapa-se o buraco' com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador. Com essas providências institucionaliza-se a corrupção no país e os 'pobres coitados' dos fraudadores continuam a atuar livremente. Afinal, não é o que acontece nos meios políticos?" - CHRISTIANO HERMES CHAGAS COSTA

"Quer dizer que vamos ter aumento em nossa conta de luz para pagar os 'gatos' dos outros? Sabe como isso se chama? Melhor deixar para para lá." - JOSIANE MOSER

"Após previsão da Aeel de redução na conta, os clientes da Light são surpreendidos com a autorização de aumento de 4,68%, devido às perdas com furto de energia. Por que uma concessionária vai gastar dinheiro e tempo para combater furtos se tem permissão do governo para socializar esses custos com os clientes? Esperamos o pronunciamento, em rede, da presidente Dilma, nos mesmos moldes do eufórico anúncio de redução das tarifas." - JOÃO PEDRO RODRIGUES

"Brasil, um país de tolos. Sim, somos tolos: temos que pagar aumento na conta de energia por conta dos furtos de energia.Será que a light não tem meios de coibi-los, ou é mais fácil penalizar os honestos?" - HELIO FONSECA DOMINGOS

"Mais uma vez, não podendo prender o ladrão, pune-se a vítima. Como é que as autoridades deixam uma coisa dessas ocorrer? Há informações seguras de que nas áreas pacificadas, onde os furtos eram disseminados, hoje não passam de 20%. Como, agora, com perdas bem menores a Light vem com essa?" - LUIZ CARLOS VASCO

"O Brasil está cada vez melhor! Quer dizer que os caras roubam energia, fazem 'gatos' e outras tramoias, e a Aeel autoriza a Light aumentar as contas de quem é honesto, para compensar? É isso mesmo ou estou enlouquecendo? Só falta agora o governo também antecipar o Natal, para a felicidades geral da patuleia. Nem Deus nos salva mais..." - PAULO MAIOR

"As perdas da Light com furtos de energia chegam a 40,41% do total distribuído. O governo anuncia programa de parcelamento das dívidas dos clubes em até 20 anos. Um empresário ou um cidadão que paga seus impostos regularmente, muitas vezes deixa de realizar um objetivo ou um sonho, para cumprir com suas obrigações. A má gestão é sempre beneficiada: o governo corre logo para socorrer. No Brasil, nunca vimos o bom pagador ser incentivado." - JOSÉ ANTONIO DOMINGUES

"A redução da tarifa de energia elétrica residencial de 3,28% prevista em agosto pela Aneel  foi cancelada e, em seu lugar, entrará em vigor um aumento de 6,2%. A justificativa para isso seriam as perdas da Light com furto de energia, e a solução é transferir a conta pára quem paga suas contas regularmente. Simples!" - AILTON COSTA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário