Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

26 de novembro de 2013

Não existe roubo maior ou menor. Quem o pratica será sempre considerado ladrão

De acordo com Dicionário Houaiss, Roubo é “apropriação indébita de bem alheio". Já o Dicionário Aulete define Roubo como “ação ou resultado de roubar, de apropriar-se de algo que pertence a outra pessoa, sem seu consentimento. E para o Dicionário Michaelis, Roubo é “subtrair para si ou para outrem coisa alheia móvel. Os mesmos dicionários têm definição para quem pratica o roubo. Para Houaiss, a definição de Ladrão é “aquele que furta, rouba, se apodera do alheio; furtador”. Enquanto isso, a definição de Aulete para Ladrão é assim: “aquele que furta ou rouba”. Por fim, o Michaelis apresenta definição bem mais ampla para Ladrão"1. aquele que furta ou rouba. 2. aquele que de qualquer maneira fraudulenta se apodera do alheio; defraudador, espoliador, esbulhador, despojador ;

Vê-se, então, que pelos dicionaristas uma coisa está ligada à outra. A legislação criminal também não faz diferença entre aqueles que roubam, considerando todos como ladrões. Assim é que não há como diferenciar quem rouba um lápis de quem rouba milhões de reais principalmente quando esse dinheiro é originado do bolso de milhões de pessoas, forçados que foram a contribuir através de uma imposição legal com recursos que deveriam lhes ser devolvidos através de benefícios diretos, como Saúde, Educação, Segurança, entre outros. As leis estabelecem penas para os que praticam o roubo;

Estamos vivenciando um amplo noticiário sobre a prisão de vários réus condenados no processo do 'Mensalão do PT'. Até a presidente Dilma deixou de lado sua condição de magistrada e deu palpite sobre a prisão do deputado federal José Genoíno dizendo-se preocupada com a saúde de seu antigo companheiro do chama de luta contra a ditadura militar, esquecendo que o problema de Genoíno está na alçada do Judiciário e que existe uma sentença transitada em julgado e também de que existem milhares de presos pelo Brasil  também com sérios problemas de saúde sem receber o mesmo tratamento dispensado ao antigo presidente do PT. Para agravar essa diferenciação, acontecem os mais variados pronunciamentos de líderes petistas rebelando-se contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), no que oito de seus 11 integrantes foram indicados e nomeados por Lula e Dilma, quatro cada um, e com mais dois indicados por ex-presidentes que hoje são aliados do Governo, Fernando Collor e Fernando Henrique;

Acaba acontecendo no Brasil algo que não tem explicação. Estão os petistas querendo transformar em persona non grata o juiz que mandou prender o ladrão, conforme decidiu o STF. Após ser submetido a uma cirurgia cardíaca, o deputado José Genoíno passou a frequentar diariamente a Câmara, assinando a lista de presença e participando de conversas políticas. Foi só sair a ordem de sua prisão e ele passou a sentir pressão alta e a divulgar que estava em risco de morte e ainda fazendo ameaças de responsabilizar alguém caso viesse a falecer. Sua filha sugeriu através de redes sociais que haja uma revolta contra o STF. Agora tomamos conhecimento de que uma equipe de cardiologistas atestou que seu grau de doença não determina necessidade de prisão domiciliar;

O que a sociedade exige é que quem roubou dinheiro público seja tratado como ladrão, e como tal pague a pena que a lei lhe impuser. E mais. A sociedade quer que todos os casos semelhantes sejam também imediatamente julgados e os culpados também metidos no xadrez. Está na hora do povo se mobilizar para exigir que isso aconteça o quanto antes, atingindo integrantes de qualquer partido. O que não cabe é os petistas ficarem sempre afirmando que mensalão é algo de origem mineira e que não inventado pelo PT. Pode ser, mas o PT gostou o esquema, que era estadual, e o aperfeiçoou dando-lhe amplitude nacional. Não adiante essa argumentação. Roubo é roubo, seja qual o tamanho da coisa roubada, e quem o pratica é sempre um ladrão.

Um comentário:

  1. O PT não fez e não faz o dever de casa. A bandeira do pt letra minúscula e o martelo e a foice. A culpa de tudo e do próprio Congresso. Eles so trabalham 2 dias na semana e todas as matérias são aprovadas no arrepio da noite sem um cerimonial
    decente, parece uma gaiola de loucas. Acrescentando ao crime de suas excelências além do roubo que também e consentido
    pelos bons do congresso portanto são cumplices, temos também a morte de milhões de pessoas a espera nos hospitais. A única coisa que fizeram nesses quase 12 anos de pt foi roubar e matar porque as pessoas vivem morrendo nos hospitais esperando e nas ruas quando vao trabalhar. O que se espera do pt a não ser bla. bla, bla. Estamos esperando a prisão dol Ali Baba 9 dedos que tem muita coisa a explicar ao pais. Gostei demais do que o Sr escreveu. Boa sorte sempre.

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário