Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

17 de dezembro de 2012

Defesa de Lula é forte, mas ele precisa se explicar

  • "Vamos nos preparar para, assim que passarem as festas, a gente ir para as ruas", disse o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto 'Top-Top' Carvalho, em vídeo divulgado ontem no site do PT, convocando a militância petista a ir às ruas após as festas de fim de ano para defender o partido e o ex-presidente Lula. Tudo isso por conta do teor de depoimento divulgado na semana passada, que o 'empresário da contravenção' Marcos Valério, operador do 'Mensalão do PT', deu à Procuradoria-Geral da República, afirmando que dinheiro do esquema teria sido usado para pagar despesas pessoais de Lula. Em face da repercussão do assunto, políticos do PT e ministros da presidente Dilma Rousseff se mobilizaram em defesa de Lula. Gilberto Carvalho chegou ao ponto de afirmas que os "ataques sem limites" ao ex-presidente têm como objetivo destruir o PT e o Governo. Para Carvalho, o ano pré-eleitoral de 2013 será 'brabo', dizendo ter certeza de que "o povo vai se mobilizar em defesa de Lula, e do projeto do PT. "O bicho vai pegar", afirmou;
  • “Eu quero desejar um Natal de muita paz, de muita tranquilidade, mas, sobretudo, de muita esperança porque o ano que vem vem aí, vem brabo. Vocês sabem o que está acontecendo neste final de ano, vocês sabem esse ataque sem limites que estão fazendo ao nosso querido presidente Lula e que tem um único objetivo: é destruir nosso projeto, é destruir o nosso PT, é destruir o nosso governo. Portanto, vamos nos preparar para a gente, assim que passarem as festas, ir para a rua”, declarou Gilberto Carvalho, ao fazer a convocação para a mobilização em defesa do ex-presidente Lula. Até a presidente Dilma Rousseff deixou de lado a neutralidade que deveria ter na sua condição de magistrada maior do País saiu em defesa de Lula: "Eu rejeito todas as tentativas, ele não é o primeiro a manchar o imenso respeito que o povo do Brasil tem pelo presidente Lula";
  • Seja como for esse caso, sejam quais forem as conclusões a que chegarem, não deixa de ser inadmissível que Lula não dê esclarecimentos à opinião pública sobre as acusações, que são graves. Ficar dizendo que tudo é mentira, é uma defesa muito frágil. Qualquer garoto levado vai sempre dizer à mãe ou à 'tia' professora que não fez a traquinagem muitas vezes evidente demais. Nessas horas o ditado secular fica bastante atual: 'quem não deve, não teme'. Independentemente de 'blindagens' na Câmara e no Senado, caberia a Lula vir a público e dizer qual é a versão verdadeira sobre tudo isso. Da mesma forma, cabe à Procuradoria-Geral da União (PGR) apurar e dar o andamento necessário às apurações. Enquanto isso, todos temos o direito de suspeitar que 'existe algum caroço debaixo desse angu'.

Um comentário:

  1. Caroço debaixo deste angu, Tito?
    Há uma jaca inteira.

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário