Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

19 de março de 2012

Reportagem do 'Fantástico' deixa muita gente sem dormir

  • Não dá para se admitir que o Ministério Público Federal (MPF), a Controladoria Geral da União (CGU), a Polícia Federal (PF) e a própria Justiça Federal não entrem em ação para apurar urgentemente os fatos relatados na reportagem deste domingo no programa ‘Fantástico’ da TV Globo, com claras negociações sobre o pagamento de propinas com dinheiro de verbas federais. O repórter Eduardo Faustini se fez passar por gestor de compras do hospital de pediatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) durante dois meses, participando de negociações de contratação de licitações, além de compras . As gravações mostradas no “Fantástico’ revelam nomes de empresas – Toesa Service (locadora de veículos); Locanty Soluções (coletora de lixo); Bella Vista Refeições Industriais; e Rufolo Serviços Técnicos e Construções –, que foram convocadas para licitações em caráter de emergência, que são através de carta-convite, sem necessidade de publicação de edital de conhecimento público (Reveja aqui);
  • Na matéria, além dos nomes das empresas – três delas já são investigadas por irregularidades e que mesmo assim receberam cerca de R$ 500 milhões de verbas federais –, aparecem os nomes dos negociadores de propinas, suas imagens e suas falas. Revelador demais! Na opinião de muitos, é caso para prisão preventiva imediata, pois os envolvidos certamente tentarão desaparecer o quanto antes, causando dificuldades na apuração dos fatos. Com os valores revelados, há também que se exigir a imediata devolução de outras propinas promovidas pela quadrilha. No caso da simulação do repórter, não houve o pagamento das ‘contratações’ negociadas;
  • Quando voltou à tona uma possível retomada da presidente Dilma à execução de uma ‘faxina’ no Governo, esta é uma grande oportunidade para que ela leve adiante essa iniciativa, respaldada nos seus índices de popularidade, maiores do que os do ex-presidente Lula, que reconhecidamente não era muito chegado a impedir tais ações quando praticadas por ‘companheiros’ do PT ou por integrantes da ‘base aliada’ do Governo. Não é mais possível deixar correr frouxo esse verdadeiro assalto aos cofres públicos. Começando pelo Governo Federal, uma ‘faxina’ séria certamente será também seguida nos estados e municípios, onde negociações semelhantes às mostradas no ‘Fantástico’ são tradicionalmente praticadas, sempre assaltando o dinheiro do contribuinte, ou seja, os impostos;
  • É quase certo que muitos gestores de compras não só no Rio de Janeiro como em todo o Brasil não tenham dormido esta noite, e que muitos tenham ‘submergido’ logo após as primeiras chamadas da TV Globo para o seu programa dominical de grande audiência.
Pelo menos o governador Sergio Cabral já entendeu que não há como ficar sem alguma providência e hoje determinou a suspensão de contratos com as quatro empresas denunciadas. (Leia aqui)

4 comentários:

  1. todo mundo sabe disso nunca tomaram providencia nenhuma, o reporter que cuidado, pois o unico culpado vai ser ele, nos estamos no Brasil.

    ResponderExcluir
  2. CAFAGESTES DO BRASIL

    Alegrai-vos, já tem música em sua homenagem



    http://puteiro-nacional.blogspot.com.br/2012/03/vamos-comecar-semana-cantando.html?showComment=1332167708266#c9096255549567235482

    ResponderExcluir
  3. Desconfio que a Plim Plim, mandou um recado cifrado para os quadrilheiros do phoder.

    Fui clara?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo indica que a Plim Plim vai atacar ainda mais.

      Excluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário