Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

26 de março de 2012

Comissão de Ética investiga Pimentel e outro ministro é suspeito de 'malfeito'

Hoje, aparece notícia no site 'Folha.com' informando que a Comissão de Ética da Presidência decidiu hoje aprofundar as investigações e encaminhar um pedido de informações ao ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, sobre consultorias realizadas entre os anos de 2009 e 2010, atividade que levantou suspeita de tráfico de influência. O ministro, amigo de longa data da presidente Dilma, nega. Ainda de acordo com a "folha', a maioria da comissão acatou parecer do relator, Fábio Coutinho, sustentando que em casos excepcionais a comissão pode avaliar a conduta do agente público por fato anterior ao exercício do cargo. O voto decisivo foi do presidente do colegiado, Sepúlveda Pertence, que desempatou, votando duas vezes. A partir da resposta de Pimentel, a comissão vai avaliar se é possível abrir processo ético;

Como se sabe, quando a notícia veio a público, a presidente Dilma blindou Pimentel o quanto foi possível, até o levando em comitiva oficial ao exterior, como o ministro ficando praticamente escondido num hotel para fugir do assédio da imprensa. Também por causa de 'consultorias' já havia sido afastado do Governo o então todo-poderoso chefe da Casa Civil, Antônio Palocci. A decisão da Comissão de Ética surge num momento pouco favorável para a presidente Dilma, que, além de estar às voltas com uma espécie de rebelião de sua 'base aliada', também está numa 'saia justa' com a notícia de que mais um ministro seu pode estar envolvido com 'malfeito', como é o caso de Aguinaldo Ribeiro, ministro das Cidades, que no cargo de secretário de Ciência e Tecnologia de João Pessoa lançou o programa 'Jampa Digital', objeto de reportagem exibida pelo 'Fantástico' de domingo, mostrando que na festa de apresentação do projeto Aguinaldo Ribeiro é apresentado por um dos presentes como "a pessoa responsável pela implantação desse projeto transformador";

Durante a apuração para a reportagem, o 'Fantástico' localizou uma auditoria em andamento no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba apontando que Aguinaldo Ribeiro teria utilizado em 2008 e 2009, quando era deputado estadual, verba da Assembleia Legislativa da Paraíba para um tratamento no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. O detalhe fica por conta do fato de que o gasto de aproximadamente R$ 137 mil foi feito com dinheiro público para tratamento do então deputado, além e de seu pai e de uma irmã. No caso do 'Jampa Digital', a iniciativa do agora ministro de Dilma teve oferecimento de propina, além de super faturamento, como foi o caso de 16 câmeras adquiridas por R$ 32 mil, desprezando proposta de outra empresa concorrente, que cotava as mesmas câmeras por R$ 10 mil. Tudo indica que Aguinaldo Ribeiro também venha a ter que dar explicações à Comissão de Ética;

Tudo isso acontece pelo fato de Dilma Rousseff não ter sabido escolher bem a sua equipe de ministros, ou, pelo que tudo indica, ter aceitado compor um ministério que lhe foi imposto pelo seu criador, o ex-presidente Lula, que pouco ligava para esses casos de (falta de) ética na administração pública. Há que ser lembrada a sua frase no auge das quedas semanais de ministros denunciados por 'malfeitos', quando Lula afirmou que os ministros denunciados deveriam ter 'casco duro' e resistirem até o fim em relação às denúncias. De nada adiantou. Todos foram caindo depois de cada 'resistência' e desmentidos, derrubados pelos fatos incontestáveis. Em entrevista à revista 'Veja' desta semana, Dilma Rousseff afirma ser contra o 'toma lá dá cá', referindo à rebelião de sua 'base aliada'. Será que ela vai, enfim, partir para a tão esperada 'faxina'? Pode ser...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário