Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

18 de fevereiro de 2011

Podem comemorar: o salário mínimo é R$ 545,00

No caminho para Crateús, no interior do Ceará, o contraste da reluzente antena parabólica com o humilde casebre de pau-a-pique. (Foto de Orlando Brito)

Após muita discussão, a Câmara dos Deputados aprovou a proposta do Governo estabelecendo o novo valor do salário mínimo em  R$ 545,00. Na verdade, houve um aumento de R$ 5,00, visto que Lula já havia estabelecido o salário mínimo de 2011 em R$ 540,00. A chamada "base aliada" de Dilma Rousseff passou um verdadeiro rolo compressor sobre as propostas da oposição, de R$ 560,00 e R$ 600,00, que foram derrotadas por larga margem de votos. Com as galerias cheias de sindicalistas, aconteceu um verdadeiro "Samba do Crioulo Doido", quando eles aplaudiram os oposicionistas e vaiaram deputados históricos do PT. Aprovada a proposta do Governo, os integrantes da "base aliada" comemoraram com a mesma intensidade de um gol do Brasil em final de Copa do Mundo;


Quando estavam na oposição, petistas que hoje governam ironizavam o mínimo proposto por FHC
Talvez o morador da casa de Crateús mostrada na foto lá acima, com o novo salário mínimo, possa adquirir uma TV de LCD, de 42 polegadas, para assistir programas com maior visão dos programas vindos através de sua moderna parabólica. Afinal, Lula elegeu Dilma dizendo que o brasileiro hoje é um cidadão que se afastou da faixa de pobreza. Com esse novo salário, certamente seu poder aquisitivo subiu muito mais. O trabalhador vai até se esquecer do aumento de mais de 60% que tiveram os deputados que tão gentilmente lhes deram mais R$ 5,00. Até as mordomias dos parlamentares não serão mais contestadas, pois estamos vivendo num país que uma cópia da Suíça;

As explicações técnicas sobre os impactos que um salário mínimo maior possa incidir sobre as contas públicas, especilamente do Governo Federal, podem até ser entendidas e aceitas, mas fica claro que quando se está na oposição, como o PT esteve por longo tempo, tudo o que o Governo faz não presta e há sempre algo melhor "quando nós formos Governo". Ironizaram o salário mínimo de FHC e hoje comemoram a mixaria concedida aos trabalhadores. A presidente assumiu sua conhecida postura de sargentona e mandou avisar aos aliados que votassem por um aumento maior que seriam tratados a pão e água, ou seja, nada de cargos nem verbas bilionárias para gerenciar. Infelizmente, este é o Brasil que o povo escolheu.

2 comentários:

  1. Esse é o grande problema, Airton!

    O morador da casa de Crateús, na verdade, não tem casa, mas tem, quem sabe, a tal TV de LCD, de 42 polegadas a que você se referiu. É o quanto basta!

    É através dela que ele vai ter o cérebro lavado pelos espetaculares programas políticos do PT e claro, se sentir realizado com o salário mínimo de R$ 545. Fazer o quê?

    Muito boa a sua postagem. Ótimo o detalhe da foto da turma do PT ironizando o salário mínimo de ontem. Fisiologismo puro!

    Um abração...

    ResponderExcluir
  2. Excelente abordagem da triste realidade.
    Bjs querido

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário