Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

10 de março de 2016

Manchetes de hoje sobre Lula provocam variadas reações

Hoje é um daqueles dias em que a variedade de notícias serve para desanimar alguns e estimular outros para reagirem contra os fatos, principalmente os políticos, que no Brasil tomam mais espaço na mídia que os relativos à proliferação do mosquito Aedes Aegypti que tantos problemas têm preocupado até a Organização Mundial de Saúde (OMS). Na primeira página da edição de hoje de um grande jornal a manchete principal estampa: "MP de São Paulo denuncia Lula por lavagem e falsidade", e para complementar a chamada para suas páginas internas, vem a submanchete: "Pedido se refere ao tríplex de Guarujá e envolve dona Marisa e Lulinha". O Ministério Público (MP) paulista quando fala em lavagem, é de dinheiro e a falsidade é a ideológica, é óbvio, que são crimes que pode levar seus autores, se condenados, a ficarem por algum tempo atrás das grades;

Há quem seja tomado pelo desânimo diante desse tipo de notícia, por achar que se trata de uma prática corriqueira e que não há nenhuma perspectiva de que acabe um dia. Entre os desanimados estão muitos que votaram em Lula e a seu pedido na presidente Dilma, exatamente por acreditarem na mensagem do então candidato por quatro vezes à Presidência da República afirmando que lá chegando a praga da corrupção seria banida do Governo, mas que, ao contrário, foi aperfeiçoada e tornada como coisa costumeira. Acontece, no entanto, que milhões de brasileiros estão reagindo e querem afastar do poder e da política aqueles de vários partidos que também praticam os mesmos malfeitos. Como forma de mostrar essa reação, milhões de cidadãos sairão às ruas no próximo domingo, não só pedindo o impeachment de Dilma, mas também investigação sobre possíveis atos não muito republicanas, praticados por oposicionistas, como Aécio Neves e FHC, entre outros;

Pelo lado do PT, é forte a reação contra o comandante da Operação Lava-Jato, juiz Sérgio Moro, que teve a capacidade e autorizar a condução coercitiva de Lula, mas nas hostes petistas tem sempre alguns "aloprados" que mais parecem adversários que a oposição, como aqueles que querem convencer a presidente Dilma a nomear o ex-presidente para um ministério, afastando a hipótese de o mesmo ter de comparecer à frente de Moro para depor, com ou sem coerção, correndo o risco de sair algemado do gabinete do magistrado para o xadrez da PF em Curitiba. Sendo ministro, Lula ganha direito a foro privilegiado só podendo ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Para os governistas de bom senso, tal nomeação seria um autêntico tiro no próprio pé. Seria uma confissão de culpa e um ato de covardia por quem sempre está se declarando inocente. Vamos torcer, então, por melhores manchetes nos próximos dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário