Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

18 de março de 2016

Dilma, Lula e outros 'companheiros' vivem dando tiros no pé

A presidente Dilma, o ex-presidente Lula e o presidente nacional do PT, Rui Falcão, se estivéssemos no tempo do faroeste estariam todos com sérios problemas para tratarem das questões que eram que eram resolvidas à bala. É que ultimamente eles estão vivenciando uma série de tiros nos próprios pés. Todas as vezes que tentam explicar alguma nova falcatrua praticada por eles ou pessoas ligadas ao Governo e a eles próprios se complicam mais ainda. A já famosa conversa telefônica entre Lula e Dilma divulgada pela Operação Lava-Jato tem proporcionado uma série de explicações, que só servem para demonstrar que não é nada daquilo que estão dizendo. Só colaboram para o povo aumentar sua indignação. Só os militantes fanáticos ou contratados acham que o tal Termo de Posse levado no aeroporto para Lula não estava assinado por ela, só faltando ele assinar. Está na cara que o termo que ela mostrou na solenidade de posse (?) era outro com inversão de assinatura;

Quem no gozo de suas faculdades mentais acredita que o sítio de Atibaia não é de Lula e sim de um amigo dele. A minuta de um contrato de compra e vende não engana ninguém. O que dizer então de um telefonema de um filho de Lula para o caseiro do sítio mandando preparar o local e dar assistência total ao filho do dono estava indo passar uns dias lá? Por quê não é o aquele que Lula diz ser o proprietário quem dá esse tipo de ordem. É tanto tiro no pé que a Câmara dos Deputados está dando andamento do impeachment de Dilma: o novo ministro-chefe da Casa Civil foi "desnomeado" pela Justiça: ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) reagiram às declarações grosseiras do ex-presidente; juízes federais e procuradores fizeram manifestações rebatendo acusações sobre seus métodos de trabalho; A Confederação Nacional da Indústria (CNI), a Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) e a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Fierj) publicaram páginas em jornais de várias capitais pedindo o impeachment de Dilma; e a imprensa do mundo todo divulgam tudo isso e até a série de palavrões proferidos por Lula e outros companheiros dele;

Com essa eficiência, não está dando para sair de frente da TV, porque sair for beber um copo de água ou der uma chegada no banheiro poderá perder um novo fato, ou seja, mais um tiro no pé. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário