Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

17 de maio de 2012

Dessa vez Dilma acertou e vaia foi injusta e interesseira

  • Muita gente que é contra o Governo, contra Dilma Rousseff e contra o PT andou comemorando a vaia que alguns prefeitos deram na presidente quando ela foi bastante firme ao declarar que os royalties do petróleo dos estados produtores não sofreriam qualquer tipo de redução, garantindo o cumprimento dos contratos em vigor, que são reconhecidos como direito adquiridos. Isso significa que os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo não terão prejuízo em suas receitas, como queriam os prefeitos que comandaram as vaias, certamente comandados por governadores e respectivas bancadas no Congresso de estados interessados em abocanhar dinheiro fácil, sem observar qualquer quebra da legislação em vigor, pior ainda com a violação de um direito garantido pela Constituição Federal;
  • Caso a emenda eleitoreira do deputado Ibsen Pinheiro PMDB-RS) fosse aprovada, certamente os dois estados prejudicados recorreriam ao Supremo Tribunal Federal (STF) e estaria configurada uma guerra entre estados, provocando uma autêntica crise institucional. O recado da presidente Dilma foi claro e a vaia demonstrou que os prefeitos que a deram com certeza fazem parte daqueles milhares de municípios que foram criados para servirem de currais eleitorais e que somente sobrevivem às custas de repasses de recursos por não terem nenhuma condição de serem mantidos com a sua própria arrecadação;
  • O certo é que por mais que se façam restrições e críticas à presidente Dilma, dessa vez ele só merece elogios. Espera-se que o projeto ao voltar do Senado Federal para a Câmara dos Deputados com as alterações que lhe foram feitas encontre uma solução por parte do seu relator, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), e seja aprovado através de consenso, garantindo os direitos dos estados e municípios produtores e que faça chegar aos demais mais alguns recursos para a sobrevivência dos mesmos. Enfim, parabéns à presidente Dilma pelo rigor de sua declaração;
  • Depois da solenidade onde foi vaiada, a presidente Dilma deu uma bronca, de dedo em riste, no presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, conforme pode se ler no site da 'Folha de São Paulo'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário