Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

7 de março de 2010

Eleições 2010: Hora de trocar os políticos


Estamos em mais um ano eleitoral - as eleições são de dois em dois anos -, mas em 2010 a eleição é ara Presidente da República, Governador, Senador, Deputado Federal e Deputado Estadual. Serão milhares de candidatos em 26 Estados e no Distrito Federal. No entanto, há algo que vem preocupando os eleitores: a qualidade dos políticos, com grande número deles frequentando mais o noticiário policial do que as notícias políticas. Parece que será a hora do eleitorado aproveitar a para fazer uma depuração geral;

Há quem pregue a adoção do voto nulo, buscando uma mobilização nacional que alcance mais da metade do eleitorado, o que, segundo alguns juristas, provocaria uma nova eleição e sem que os candidatos pudessem concorrer novamente em face da rejeição dos eleitores. Isso, todavia, é discutível. A solução é votar, porém não reelegendo ninguém, promovendo a maior renovação de todos os tempos. Seria um recado muito bem dado aos políticos, uma verdadeira advertência de que o povo está cansado de tanta falcatrua e maracutaia;

Esta semana ficamos sabendo que o casal Anthony e Rosinha Garotinho, ex-governadores do Rio de Janeiro, além de outros 86 réus acusados de participar de um suposto esquema de desvio de R$ 410 milhões terão até 15 dias para apresentar defesa por escrito à Justiça. O prazo começa a valer assim que os acusados forem notificados. Segundo investigações do Ministério Público, entre os anos de 2003 e 2006, período em que Rosinha era governadora do Rio, a Fundação Escola de Serviço Público (Fesp) movimentou mais de R$ 426 milhões. Os promotores responsáveis pelo caso afirmaram que já conseguiram rastrear R$ 58 milhões do total movimentado pela Fesp;

De acordo com o inquérito, o dinheiro era proveniente de secretarias e órgãos estaduais para a suposta contratação de serviços de ONGs. A Secretaria de Saúde, que tinha na época como gestor o médico Gilson Cantarino, foi responsável por 46,36% desse repasse. O Instituto Vital Brasil, presidido por Oscar Berro, por 20%, o Detran, por 15%, e a maior parte do dinheiro teria ficado a cargo de quatro ONGs. Rosinha hoje é prefeita da cidade de Campos dos Goitacazes e Garotinho é pré-candidato a governador;

Já com relação à candidata de Lula à sua sucessão, Dilma Rousseff, a revista "Veja" denuncia algo que  pode atingir em cheio a sua candidatura, se o promotor de Justiça de São Paulo José Carlos Blat  for atendido  pela Justiça, visto que pediu nesta sexta-feira (5) a quebra do sigilo bancário do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e o bloqueio das contas da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop). De acordo com o promotor, quando era presidente da cooperativa,Vaccari teria participado de um esquema de desvio de verbas para um suposto caixa dois do PT. Sabe-se que Vaccari será o tesoureiro da campanha da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência da República;

Outro grande aliado de Lula, o senador José Sarney, presidente do Senado Federal, tem gente da família também entrando no noticiário. A notícia é que o governo chinês confirmou a movimentação de R$ 1 milhão em contas no exterior de Fernando Sarney, conforme informa reportagem publicada na edição deste domingo na “Folha de São Paulo”.Segundo o jornal, autoridades chinesas informaram que o valor teria sido enviado a uma conta do HSBC em Qingdao, na China, por meio de um paraíso fiscal. Ainda de acordo com a “Folha”, o valor não teria sido declarado à Receita Federal, o que poderia indicar que o dinheiro provém de atividades supostamente ilícitas da família Sarney;

Como se recorda, em julho de 2009, o jornal "O Estado de São Paulo" informava que investigadores da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal, que integram a operação Faktor, haviam pedido auxílio às autoridades chinesas para levantar todas as informações sobre uma suposta remessa de R$ 1 milhão para a Ásia que teria ocorrido em 2008. O documento que autoriza a transação, reproduzido pela “Folha”, leva a assinatura de Fernando Sarney e, segundo o jornal, teve sua veracidade atestada pelo governo chinês;

Ainda no Rio de Janeiro, sabe-se hoje que mais da metade dos integrantes da Assembléia Legislativo está às voltas com a Justiça, respondendo a processos que vão de improbidade administrativa a homicídio. Dos 70 deputados estaduais fluminenses, 37 têm um ou mais processos, dois deles liderando com 16 cada um. Vê-se, então, que está mais que na hora dos eleitores começarem a pensar em quem vão votar em 3 de outubro. Em boa hora o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabeleceu que vai colocar na Internet a relação dos candidatos de todo o Brasil com "fichas sujas", um excelente "cardápio" para o eleitor escolher em quem não votar este ano.

    Um comentário:

    1. O texto ilustra com fidelidade o quanto hoje em dia somos governados por mercenários que passaram a vida toda correndo atrás do poder para ter em mãos as chaves dos cofres púplicos e assim dilapidar o erário em detrimento das necessidades do povo.

      No que diz respeito a ética, valores morais então é um descalabro.

      Karí Alves.

      ResponderExcluir

    Não saia do Blog sem deixar seu comentário