Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

18 de abril de 2015

Dar 'consultoria' sem parecer impresso é um grande negócio

  • Existe uma grande variedade de empresas de consultoria. E são muito importantes, porque dão orientação sobre os mais variados assuntos. Normalmente, o cliente quer um parecer sobre determinado setor de atividade, para saber como agir. Mas há no Brasil um consultor que trabalha de modo diferente, mas que fatura muito bem. O nome é bastante conhecido, porém em outro tipo de atividade: José Dirceu;
  • O mínimo que se espera de uma consultoria é um relatório detalhando aquilo que o cliente quer saber. Para isso, é lógico que haja algo escrito para orientação sobre o que foi pedido. Mas com José Dirceu é diferente. Numa investigação sobre uma 'consultoria' contratada por o laboratório Labogen, ligado ao doleiro Alberto Youssef, ele recebeu nada menos que R$ 7 milhões e 800 mil;
  • Os investigadores não encontraram uma mísera folha de papel com um parecer, mas por incrível 'coincidência' o Labogen obteve um contrato com o Ministério da Saúde, num evidente caso de tráfico de influência. Pelo contrato, o laboratório forneceria ao ministério um medicamento contra a disfunção erétil, no valor total de R$ 134 milhões e 400 mil;
  • O total faturado por José Dirceu nas 'consultorias' chegou a quase R$ 30 milhões. O contrato milionário com o Labogen, fruto do trabalho da JD Assessoria, foi intermediado pelo ex-deputado André Vargas, mas cancelado logo após a revelação do escândalo do 'Petrolão do PT' e da cassação de seu mandato;
  • Ao final de tudo isso, fica aqui um conselho, principalmente aos que são candidatos ao desemprego. Não se desesperem. Monte sua empresa de consultoria e ganhe dinheiro sem precisar gastar nada com papel e nem com tinta de impressora. José Dirceu faturou milhões dessa forma. Você também pode.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário