Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

13 de fevereiro de 2014

“A violência é o único meio de luta e o sangue é o combustível da história"

Por várias vezes tenho transcrito aqui textos de outros blogueiros ou de colunistas de jornais ou revistas, quando observo que seus autores escreveram algo que gostaríamos de ter escrito ou simplesmente porque o texto discorre sobre um assunto que demonstra a mesma linha de pensamento que norteia este Blog. Tenho lido no Facebook comentários do Pastor Deneci Gonçalves da Rocha, meu amigo há muitas décadas, que seguem a mesma linha de pensamento que norteia o "Ponto & Vírgula". Ele às vezes também transcreve artigos inteiros de blogueiros que fazem parte da lista daqueles que considero interessante e que gostaria que os que leem o que aqui escrevo também leiam os mesmos textos. Com o título acima,  o Pastor Deneci expõe com muita propriedade o momento que vivemos, cujo maior destaque está por conta da violência observada nas ruas nos últimos dias: 

É estarrecedor o que tem acontecido no Brasil com protestos em todos os lados. Por culpa ou não dos promotores, a verdade é que temos de chamar a esses protestos de badernas. Essa é a verdade: Por mais bem intencionados que sejam esses protestos, os já famosos Black Bloc, transformaram-nos em badernas. Para ser coerente e honesto, quem promove esses movimentos deveria negar-se a continuar promovendo-os devido a acontecimentos altamente desagradáveis que têm ocorrido. É um absurdo que alguns governantes, alguns pseudos intelectuais e a mídia estejam tentando amenizar a ação deletéria dos baderneiros afirmando que as “manifestações” (tem que ser entre aspas) são pacíficas. Podemos dizer que elas, na origem, talvez tivessem o objetivo de serem pacíficas; mas agora se transformaram em baderna, em desrespeito aos direitos do próximo e em morte de gente inocente, como a morte do jornalista Santiago Andrade. Não sei se é verdade, mas há muitos que julgam esses movimentos como um plano satânico apoiado pelos que nos (des)governam para estabelecerem a desordem, o caos e, aí, terem a justificativa para implantar um regime de força. Se assim é, eles estão exatamente de acordo com um dos seus ídolos, Stalin, que disse: “A violência é o único meio de luta e o sangue é o combustível da história.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário