Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

8 de junho de 2016

Governo do RJ ameaça parcelar pagamentos dos servidores outra vez

O Estado do Rio de Janeiro é mesmo bastante azarado, e também tem um eleitorado que não presta atenção em quem vota. Estes dois fatores fizeram com que o RJ fosse governado pelo casal Garotinho e depois por Sérgio Cabral, que passou o Palácio para seu vice Pezão, que se reelegeu, e agora doente é substituído por Francisco Dornelles. A grande vítima disso tudo tem sido o funcionalismo público, em especial os aposentados e pensionistas. No final do ano passado, houve o inacreditável parcelamento do 13º salário em cinco vezes, de dezembro a abril e ainda o pagamento limitado para aqueles que recebem até R$ 2 mil, além de deixar sem data a remuneração dos aposentados e pensionistas. Hoje, a mídia informa que a folha de pagamento de junho estará nas contas dos servidores no décimo dia útil de julho (dia 14), se houver dinheiro em caixa, o que não acontece hoje. Se na véspera daquele dia o Estado não tiver o total da folha é provável que o Governo parcele o pagamento outra vez, talvez em duas vezes. Dependendo da disponibilidade, o valor da primeira parcela será estabelecido;

Como o que está ruim pode sempre piorar, na edição de hoje de "O Globo" o colunista Ancelmo Gois informou: "Cargos Comissionados - Em tempos de crise, um curioso ficou surpreso ao saber que o Instituto de Assistência soa Servidores d Estado (Iaserj) que há anos vem sendo desmontado pelo governo e respira por aparelhos, tem hoje 219 cargos comissionados. O secretário estadual de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Júnior, informou que vai extinguir 103 deles". E então indagamos: o que fazem os 116 outros? Qual o local de trabalho dessa gente? Certamente o Iaserj deve ter nesses cargos um presidente, um vice, diretores de departamentos e mais alguns outros apadrinhados por membros do Governo. Isto tem que acabar, mas é preciso aprender a votar. É com você, eleitor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário