Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

19 de janeiro de 2014

Seria o 'rolezinho' um prenúncio das manifestações que acontecerão na Copa 2014?

O organizador não parece ser um excluído
O assunto do momento está por conta do chamado 'rolezinho', uma onda que começou em São Paulo e que já chegou ao Rio de Janeiro, quando um grupo de jovens convocados pelas redes sociais marcam encontro num shopping center, que seria apenas uma curtição mas que acaba se transformando num sério problemas para aqueles estabelecimentos, pois entre os participantes sempre aparecem alguns baderneiros ─ também fala-se em infiltração de ladrões que promovem assaltos em algumas lojas ─, que promovem correrias e gritos apavorando lojistas, vendedores e consumidores, causando prejuízos gerais. A repressão à bagunça nem sempre acontece com delicadeza, pois tantos os seguranças dos shoppings com os policiais chamados a por ordem no local muitas vezes agem com excesso de violência;

Tão logo os 'rolezinhos' tomaram vulto, logo apareceram aqueles que querem tirar proveito político dos eventos. Afinal, é ano de eleição e para eles é uma boa hora de aparecerem na mídia defendendo os excluídos socialmente. Começaram, portanto, a pregar a repressão como sendo forma de uma exclusão social, pois os jovens participantes seriam moradores da periferia sem recursos para consumo nas lojas, mas que querem ser incluídos no ambiente. Apareceram até membros do Governo Federal defendendo essa tese. Gilberto Carvalho, ministro da Secretaria Geral da Presidência da República ─ dizem ser o principal representante do ex-presidente no governo de Dilma Rousseff ─, declarou-se contrário à pressão contra a baderna afirmando: "É colocar gasolina no fogo". Talvez esteja mostrando que não quer que esses eventos se estendam até a Copa do Mundo, aumento a temperatura das manifestações que certamente vão acontecer;

A maior sandice vinda do Governo ficou por conta da ministra da Igualdade Racial, Luiza Bairros, ao afirmar sobre a repressão aos 'rolezinhos': "São derivadas da reação de pessoas brancas". Segundo a jornalista Ruth de Aquino, em artigo publicado na mesma edição da 'Época' (Leia aqui), essa declaração da 'ministra do Racismo', trata-se de uma santa ignorância e que é a escola de Lula, dizendo, em 2009, que a crise econômica mundial era causada por "gente branca de olhos azuis". Muita gente fala em discriminação social, pois quem reprimes os 'rolezinhos' está defendendo os 'ricos' contra a presença de 'pobres' nos shoppings. Essa teoria começa a ser desmentida quando a capa da revista semanal 'Época' traz na capa uma foto de Jefferson Luis, que pelo modo como se veste não tem nenhuma aparência de 'excluído', muito pelo contrário (Leia aqui). Sobre o mesmo tema, também vale a pena ler na mesma edição artigo do professor Eugênio Bucci, que se mostra preocupado com uma possível adesão dos 'Black Blocs' aos 'rolezinhos';

Na realidade, o Governo não demonstrou até agora qualquer preocupação com desigualdade social ou discriminação racial. O que preocupa a saber se esses movimentos chegando à época da Copa do Mundo possam prejudicar a imagem do Governo causando problemas à campanha eleitoral de Dilma Rousseff em busca de mais quatro anos de mandato. Que muita gente vai sair às ruas durante a Copa não há nenhuma dúvida. Nas 12 cidades que sediarão jogos já há mobilização. Nelas muita gente vai para as ruas, e como aconteceu em junho passado, milhões de pessoas em centenas de cidades que não eram locais de jogos da Copa das Confederações se manifestaram principalmente contra os Poderes Executivos e Legislativos da União, Estados e Municípios. Os motivos continuam e alguns foram até ampliados. Aguardemos, pois, os próximos capítulos.

2 comentários:

  1. Comentam por aí que seria uma forma de gente da periferia se divertir, já que os bairros não oferecem opções de lazer para os jovens.
    Ora, o que impede os jovens de irem passear no shopping mesmo que não vão comprar nada? Que se juntem grupos de amigos,
    três, cinco, dez...Tomem o ônibus ou rachem um taxi e vão.
    O que não não dá para entender é: por que em bandos imensos de mil, três mil. O shopping fica um ambiente insuportável pra qualquer um e,
    não nos façamos de cegos, sabemos que os baderneiros se infiltram, aproveitadores de todo tipo. E tem mais: até os sem teto já estão aproveitando. Já vemos que rolezinho não é coisinha de jovenzinho inocente.

    ResponderExcluir
  2. Deveriam fazer rolezinho na dispensa da Dilma. Aposto que o poste anta tem na dispensa as mesmas coisas do que a família sarnentos. Eles querem que o pobre coma com o dinheirinho que eles dao e vivam dentro das condições que eles desejam para os pobres. Mas a turma gosta mesmo e de gastar de ter coisas de exagerar e mandar brasa no dinheiro do brasil que eles pensam que não tem dono. Entao vamos gastar e desperdiçar a torto e a direito porque ninguém vai reclamar, inclusive os coniventes barriga de aluguel que se vendem por qualquer preço. Dinheiro nas cuecas, dinheiro nos paraísos fiscais. Os barriga de alguém dizendo amem a tudo. Estao vendo o que esta acontecendo mas se fazem de surdos, mudos e cegos. O Brasil nunca vai deixar de ser um pais de quinta. Temos vinte anos perdidos o resto do mundo avançou em tudo inclusive em tecnologia e o brasil e um trem parado. Deram esmolas para os menos aquinhoados e os que trabalham pagam o preço. So que a corja não paga nada so alivia o cofre do governo para poder se eternizar no poder. Ficaremos subjugados para sempre porque a amer dica do sul pensa que se juntando vai poder enfrentar as nações fortes somente com bla,bla,bla. Com os nossos militares, os narco traficantes da américa do sul nossos companheiros nunca chegaremos a primeiro mundo e muito menos teremos poder bélico para enfrentar qualquer um. A américa do sul e pífia com poder bélico pífio e so as nações fortes soltarem
    um pum os grandes detentores do poder que no momento estão presos e quando foram pegos mostraram para as câmeras o punho em riste serão os primeiros a se mandar e defecar. Foi assim quando o brasil era forte e agora que e uma m.......erda vao sair rastejando que nem cobras porque não tem força para nada nem para dizer não aos visinhos gabolas que nem o boqui roto. Cuidado um dia a guilhotina pode começar a funcionar ai eu quero ver a máxima se concretizar. Neste momento solene em que toda a verdade se abafa onde todo o malando se esconde e onde todo o valente se ca............ga. Viva o Brasil, ladroes dos velhinhos que trabalharam pelo pais e brevemente terão que pagar impostos ate depois de mortos.

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário