Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

22 de fevereiro de 2013

Qual é o verdadeiro Brasil, o de Dilma e Lula ou o Brasil em que vivemos?

  • Ainda repercutem os pronunciamentos do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff no evento comemorativo dos dez anos do PT no Poder, ao lado da tal cartilha distribuída apontando diferenças entre os três mandatos petistas e os dois de Fernando Henrique Cardoso, numa autêntica disputa tipo 'nós contra eles' ou, melhor traduzindo, 'passado versus presente'. Segundo os petistas, o Brasil de hoje é um país que progrediu grandemente, vivendo hoje numa economia bastante estável com perspectivas de crescimento inimaginável; a pobreza e o analfabetismo são praticamente coisas do passado; e as obras do PAC estão praticamente todas concluídas, com as não acabadas seguindo os fluxogramas estabelecidos.Ao lado de tudo isso, segundo Dilma e Lula, a corrupção é combatida por todos os meios possíveis, respeitando-se todas as punições aplicadas pelo órgãos investigadores, cabendo ao Supremo Tribunal Federal (STF) dar a palavra final sobre as punições cabíveis, sem qualquer tipo de contestação;
  • Porém, se formos olhar para o Brasil em que vivemos, vemos os economistas falando em 'Pibinho' e voltada do fantasma da inflação, essa sendo 'escondida' por meio de subterfúgios na elaboração das contas públicas, fato condenado internacionalmente. Denúncias quase diárias de superfaturamento em obras não acabadas e até abandonadas aparecem na mídia. Dizem os petistas que o povo está podendo comprar mais, mas o índice de inadimplência cresce a olhos visto. Para piorar, figurões históricos do PT são condenados a prisão pelo STF, mas recebem entre os petistas o direito de participarem de seus eventos e sendo até homenageados, mesmo com o estatuto partidário determinando a expulsão de seus filiados quando condenados principalmente por crimes praticados contra o patrimônio público;
  • Junte-se a tudo isso um Congresso com o Senado Federal e a Câmara dos Deputados sendo presididos por dois contumazes 'fichas-sujas', mas que foram eleitos com o apoio do Governo Federal, interessado em não ter atrito com o PMDB, principal partido parceiro na 'base aliada' parlamentar, tudo por causa da manutenção do apoio dos peemedebistas nas eleições de 2014, quando a atual presidente tentará a reeleição. Enfim, temos então dois perfis bem diferente do Brasil, o do PT e o real. Qual deles é o que vivemos? Certamente não é o que Lula e Dilma apregoaram;
  • O enriquecimento de muitos é evidente, principalmente daqueles que com o conhecimento do Governo e até exercendo cargos de primeiro escalão avançaram no dinheiro público, bem como outros mais modestos, que ganham salários elevados nos mais diversos cargos de chefia a que chegaram pelo simples fato de serem filiados ao PT, graças à 'invasão' deles nos milhares de cargos em comissão que deveriam ser ocupados por quem entenda do riscado e não apenas por aqueles que ali estão somente porque fizerem jus a uma 'boquinha' companheira;
  • A grande verdade é que o PT já começou a campanha eleitoral de 2014, pois o projeto de PT não é de governo mas sim de poder, querendo ficar mais quatro anos de posse da caneta que nomeia e autoriza nomeações e pagamento de obras superfaturadas, que geram 'receita extra' para as contas de alguns privilegiados. A campanha eleitoral governista é tão evidente, que Dilma faz rede de TV para anunciar redução de tarifa de energia elétrica, mas o Governo aumenta o preço dos combustíveis na calada da noite. Também quando os governistas estão fazendo bobagens como as agressões à blogueira cubana, Dilma vai à TV e anunciar a liberação de recursos para mais alguns milhões de beneficiários da 'Bolsa-Esmola' fato que rede votos. E somente pelo voto podemos tentar mudar esse quadro, pois o Brasil em que vivemos é bem diferente daquela que o PT e Dilma querem continuar nos mostrando por mais quatro anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário