Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

25 de fevereiro de 2013

Brasileiro tem mania de 'comprar gato por lebre' na hora de votar

  • O Dicionário Houaiss define de várias formas o que é falso: 1) contrário à realidade ou à verdade; inexato, sem fundamento; 2) em que há mentira, fingimento, dolo; 3) que não é verdadeiro, fictício, enganoso; 4) que é feito à semelhança ou à imitação do verdadeiro, falsificado; e 5) aparente, enganoso. Em todas essas definições da falsidade podemos enquadrar, por exemplo, a grande maioria dos políticos brasileiros. Além desses, também encontramos vários outros exemplos de gente falsa em vários segmentos, principalmente nos órgãos públicos. A todo momento nos deparamos com falsos policiais, médicos e fiscais. Entre os profissionais liberais, da mesma forma encontramos uma infinidade de falsos advogados, médicos, dentistas e religiosos. O pior de tudo é que muitos desses desses falsos por vezes seriam até autênticos, pois têm formação e habilitação legal para exercerem suas atividades. Porém, no comportamento são exemplos de falsidade;
  • De um modo geral, nosso país está tomado de muita coisa falsa: remédios - isso mesmo, remédios - combustíveis, CDs e DVDs, cerveja, vinho e uísque. Neste país se falsifica desde documentos e até drogas. Mas o que causa maior espanto é a forma com que grande parte da sociedade aceita tudo que é falsa e, pior ainda, consomem os produtos e se utilizam de tudo que é falsifica, sabendo que estão 'comprando gato por lebre';
  • Esse conformismo dos brasileiros com as coisas falsas se reflete principalmente no ato de votar. Um número incrível de eleitores vai às urnas e a cada eleição elegem 'falsos' representantes para os poderes Executivo e Legislativo. Outorgam-lhes mandatos que deveriam ser para servir ao povo, mas que depois da posse passam a se servir do povo, seja através dos elevados subsídios e demais mordomias, seja através de maracutaias que resultam em desvios de dinheiro público. Já é hora do povo prestar atenção no que escolhe e deixar de obter para si tanta falsidade, começando essa mudança de atitude nas urnas no ano que vem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário