Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

18 de janeiro de 2013

Lula extrapola e agora é 'prefeito' de São Paulo e 'presidente' do Brasil

  • Dessa vez o ex-presidente Lula foi longe demais. Ele acaba de comandar uma reunião segunda-feira com o secretariado do prefeito petista Fernando Haddad, de São Paulo, na capital paulista, e no dia seguinte foi a Brasília para se reunir no Palácio da Alvorada num jantar com a presidente Dilma Rousseff e as cúpulas do PMDB e PT, comandando o início das articulações políticas e a montagem do cenário para as eleições de governador e presidente no ano que vem. Para o público externo, o encontro serviu para reforçar a parceria do PT com o PMDB, numa clara preocupação com outros partidos que ameaçam o projeto do PT em 2014, que quer levar adiante sua meta de 20 anos no Poder, como é o caso do PSB, que tem cacife para lançar candidato próprio. Na ocasião foram confirmados a parceria para a disputa presidencial e o acordo para a eleição dos próximos presidentes da Câmara e do Senado, em fevereiro;
  • Até ai, nada que não seja válido, pois o jogo sucessório já está dando seus primeiros passos. No entanto, já são comuns as idas da presidente Dilma a São Paulo para se reunir com Lula. Ele chegou mesmo a deixar vazar a notícia de que estaria 'convocando' Dilma para uma reunião em São Paulo para traçar novas metas para o Governo, preocupado com o fraco desempenho de sua 'criatura' que hoje ocupa a cadeira principal do Palácio do Planalto. No caso de São Paulo, Lula mostrou-se mais preocupado ainda, pois o prefeito 'inventado' por ele foi um péssimo ministro da Educação, sendo notórias as falhas ocorridas em várias edições do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. Lula sabe que a Prefeitura de São Paulo é muito mais complexa para se administrar do que o MEC. Se Haddad fracassar nos dois primeiros de governo, os projetos do PT podem ruir;
  • O que chama a atenção é o ar professoral de Lula na reunião com os secretário do prefeito de São Paulo. Numa das fotos da reunião divulgada pela mídia, nota-se Haddad com aparência de quem está embevecido com as lições do mestre. E logo de Lula, que nunca administrou nada nos seus oito anos de mandato, preferindo deixar tudo inicialmente nas mãos do seu 'capitão do time' José Dirceu, e depois da queda dele, a administração ficou à cargo da grande 'gerente', que no final já era chamada por Lula de 'mãe do PAC', o 'empacado' Programa de Aceleração do Crescimento, que nunca acelerou nenhuma crescimento e que ainda serviu para levantar suspeitas de alguns mistérios por força do grande volume de obras atribuídas à famosa construtora Delta, talvez a razão de tanta blindagem em torno de Fernando Cavendish, então presidente da empresa, blindagem essa comandada pelo próprio Governo;
  • Tomamos conhecimento de que o país vizinho Venezuela tem um presidente não empossado e que muita gente desconfia já estar morto em Cuba, com um presidente também não empossado. Já no Brasil, temos uma presidente que é comandada por um outro que confessa não ter 'desencarnado' do cargo, governando o País em 'dobradinha', que ainda arranja tempo para comandar a prefeitura da maior cidade do Brasil, com um orçamento somente inferior ao da União e ao do Estado de São Paulo. A grande verdade é que o ano de 2013 vai ser bastante complicado para o PT, pois além dos muitos 'malfeitos' descobertos nos últimos 10 anos, agravados com as demissões em massa de ministros indicados a Dilma por Lula, e ainda com figuras de ponta do PT sendo condenados a prisão no julgamento do 'Mensalão do PT'. Grandes emoções vêm por aí para os petistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário