Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

19 de setembro de 2012

O eleitor tem que fugir da 'propaganda enganosa' dos candidatos

Além das musiquinhas, também tem as promessas que nunca serão cumpridas
  • Com as campanhas eleitorais a todo vapor, voltamos a ver as mesmas promessas feitas anteriormente. Os candidatos, ma maioria das vezes os que querem ser eleitos ou reeleitos prefeitos, garantindo que vão solucionar todos os problemas da Saúde, começando com o saneamento básico. O mesmo dizem sobre Educação, Segurança e também têm solução para os transportes, moradia para os sem-teto, fim da mendicância. Prometem também acabar com a criminalidade e garantem melhores salários para os servidores municipais. Sem conhecerem as possibilidades orçamentárias de arrecadação, dizem que vão contratar mais médicos e professores, contratar mais obras e criar mais cargos de confiança ma implementar reformas administrativas para melhor governarem suas cidades. Acontece, entretanto, que nenhum deles apresenta qualquer forma de gerar recursos para cumprimento de tantas promessas;
  • Depois de eleitos, os prefeitos montam um secretariado desprovido de pessoas capacitadas, uma vez que tem que fatiar o governo com os partidos que os apoiaram na campanha eleitoral. E o pior é que no primeiro dia de mandato já iniciam gestões para garantir suas reeleições ou a de seus sucessores, se já estão cumprindo um segundo mandato. Quanto aos vereadores eleitos, prometeram muita coisa que não lhes dizem respeito por serem atribuições do Chefe do Executivo, além de outras de competência federal ou estadual. É com base nisso que muita gente contesta a validade do chamado horário gratuito (?) na TV e no rádio, quando o eleitor poderia ser orientado para fazer um boa escolha mas acaba sendo iludido por verdadeira 'propaganda enganosa';
  • No final de tudo, os eleitores vão diante de falta de assistência médica na rede pública, com as unidades sem leitos suficientes, com gente espalhada em macas e colchonetes nos corredores dos hospitais e postos de saúde. A ruas continuarão esburacadas e sem rede de esgoto e de águas pluviais. O transporte público continuará precário, o mesmo ocorrendo com vagas nas escolas públicas, além de péssimos salários para os professores. No entanto, quando a próxima eleição se aproximar, algumas obras vão deslanchar para chamar a atenção dos eleitores, além de outras medidas de objetivo meramente eleitoreiro;
  • O que se espera é que o povo comece a prestar mais atenção nos candidatos de sua cidade, procurando se informar, seja através da imprensa ou até em conversa no botequim da esquina, mas que tente fazer com que seu voto tenha qualidade a partir da qualidade dos candidatos de sua escolha. E nada de votar em candidato 'ficha-suja' que tenha escapo da Lei da Ficha Limpa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário