Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

9 de janeiro de 2015

Ao defender Graça Foster, Dilma defende a si mesma

  • Alguma coisa misteriosa deve estar por trás da insistência da presidente Dilma em manter sua amiga Graça Foster na presidência da Petrobras, apesar de todas as evidências da participação dela no escândalo provocado pela revelação da bilionária distribuição de propina por parte da estatal durante o período em que ela foi diretora e posteriormente presidente da Petrobras. Em qualquer país decente, Graça Foster teria sido demitida e estaria sendo processada, entre outras coisas por improbidade administrativa. Mas, estamos no Brasil do PT;
  • O escândalo "de plantão" (todos os dias tem um) é o que trata do gasoduto que liga o Sudeste ao Nordeste, que conforme uma auditoria sigilosa do Tribunal de Contas da União (TCU) teve superfaturamento de 1.800% - é isso mesmo! - em de seus trechos. E para "melhorar" a participação de Graça Foster, coube a uma empresa de fachada a execução da obra, e com financiamento do BNDES;
  • E tem mais. Na condição de diretora de Gás e Energia da empresa, a amiga de Dilma deu parecer induzindo a Diretoria Executiva da estatal a aprovar o valor superfaturado, dando um vultoso prejuízo à Petrobras e colaborando no volume da propina;
  • Talvez a presidente Dilma esteja cuidando de sua própria defesa ao blindar a presidente da Petrobras. É que toda essa história tem um detalhe que certamente é preocupante para Dilma. Tudo o que diz respeito a gastos com investimentos da nossa estatal só acontece depois da aprovação do Conselho de Administração. Quem era presidente do Conselho naquele episódio? Isso mesmo. Dilma Rousseff. Pois é...

2 comentários:

  1. Estão vencendo pelo cansaço... Já está tão evidente a total participação da presidência e seus apadrinhados neste e em diversos casos de corrupção, que já convenceram a população de que corrupção, ladroagem, sucateamento, superfaturamento, falso testemunho, trambicagem, desvio de verbas, apropriação indébita, maquiagem fiscal, compra e venda de votos, má administração, queima de arquivo, aparelhamento, etc...são coisas normais da política brasileira.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Airton Leitão
    Você matou a charada que envolve essas duas tranqueiras.

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário