Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

14 de outubro de 2015

Ministro tem que explicar o que é "guerra fratricida"

  • O assunto do momento são as laminares de ontem concedidas por ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que à primeira vista beneficiam a presidente Dilma Rousseff, travando a Câmara dos Deputados no prosseguimento de pedidos de impeachment da chefe do Executivo. Mas há uma declaração de um homem da confiança da presidente que necessita ser explicada à sociedade;
  • Tão logo foi expedida a primeira liminar, o ministro da Comunicação Social, Edinho Silva, convocou uma entrevista coletiva, na qual repetiu a história de golpe, e em dado momento falou que o debate sobre o assunto "não precisa se tornar uma guerra fratricida". Edinho Silva, indiciado na Operação Lava-Jato, foi mantido no ministério para ter direito a foro privilegiado e não ser inquirido e até preso pelo juiz Sérgio Moro;
  • Pelo visto, o porta-voz de Dilma adota a mesma ideia de Lula no tal 'nós contra eles'. O que ele precisa ser esclarecer é o que significa "guerra fratricida". Se o processo de impeachment ocorrer dentro do que a Constituição estabelecer, não se trata de nenhum golpe. Pesquisas apontam uma consistente maioria querendo que aconteça. A minoria contrária vai reagir e haverá muito bate-boca nas ruas;
  • Edinho Silva teria falado em "guerra fratricida" por qual razão? Será que o 'Exército Vermelho' de Stédile do qual Lula falou já foi mobilizado? Motivos para o impeachment existem de sobra. O porta-voz de Dilma tem que convocar outra entrevista coletiva e esclarecer sua declaração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário