Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

18 de agosto de 2015

Protestos contra políticos têm que ser feitos todos os dias

  • Na verdade, temos que protestar todos os dias. O Brasil é o país do conchavo. São reuniões e acertos sempre corporativistas, para defender interesses pessoais ou de grupos políticos. Já tivemos a 'coincidência' de um encontro de Dilma Rousseff com o presidente do Supremo, Ricardo Lewandovski, em Portugal, totalmente fora do roteiro e da agenda da presidente da República;
  • Às escondidas, Dilma se reúne com o ex-presidente Lula. O presidente do Supremo se reúne com advogados de réus da Operação Lava-Jato. Ontem, o presidente do Senado, Renan Calheiros, novo aliado do Governo, se reuniu com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a poucos dias de ele ser sabatinado pelos senadores com vistas à sua recondução ao cargo. Detalhe: Renan é indiciado pela Lava-Jato. E mais: Dilma indicou um aliado de Renan para ministro do STJ, mesmo sendo o segundo mais votado;
  • Mais um motivo para protesto: a Polícia Militar do Rio de Janeiro recebeu da presidente Dilma, comprado por R$ 8 milhões e 200 mil, um aparelho que mede a quantidade de público em eventos como o de domingo passado, mas não o utiliza para não mostrar o volume dos protestos contra Dilma, de quem o governador Pezão é aliado;
  • Tudo é feito com o principal objetivo de manutenção do poder, mas de nada que seja em benefício do povo. Ao contrário, a cada dia surgem casos de total falta de interesse por parte dos governantes de devolver em obras e serviços os impostos pagos pelos cidadãos, por sinal os mais elevados do mundo;
  • Dessa forma, o maior prejudicado nisso tudo, o eleitor/contribuinte, tem que protestar todos os dias, seja nas redes sociais, na rua, na escola, no trabalho ou até nos bate papos informais. Os políticos, em sua maioria, estão debochando do povo, que não pode mais continuar assistindo a tudo isso sem reagir.

Um comentário:

  1. O Pezão pode até ser aliado a Dilma, mas ele não é igual a ela, ou governa igual a ela. Na situação em que o país se encontra é importante ele estar aliado ao governo federal

    ResponderExcluir

Não saia do Blog sem deixar seu comentário