Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

Comentários sobre política brasileira e outros temas polêmicos

18 de agosto de 2015

O 'presidente-adjunto' Lula assume de vez o poder

  • Desde que a presidente Dilma afirmou que o ex-presidente Lula não havia saído do Governo ele levou isso a sério e assumiu a função de 'presidente-adjunto' da República. Ele convoca ministros para reuniões nas quais estabelece ações de governo. Até a própria presidente vai a São Paulo para receber orientação de Lula. Para não ocupar espaço no Palácio do Planalto, o gabinete do 'presidente-adjunto está instalado no Instituto Lula;
  • No mesmo local também funciona a 'sede' do PT. É lá que Lula analisa e define as estratégias do partido para a defesa de Dilma, dele próprio e do Governo, principalmente neste momento de baixa aprovação da presidente às vésperas de uma manifestação que se afigura como das maiores já vistas no Brasil. O presidente do PT, Rui Falcão, vai até o Instituto para ouvir Lula, que nunca vai à sede do partido;
  • Tudo isso serve para comprovar que a pessoa com menos poder na República é exatamente quem deveria estar no comando. Dilma Rousseff delegou poderes ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e ao vice-presidente Michel Temer para conduzir ações da exclusiva dela. Até o presidente do Senado, Renan Calheiros, foi 'nomeado' salvador da pátria, com soluções para a crise do Governo;
  • No final das contas, chegamos à conclusão de que Lula é o maior manda-chuva do país, mesmo sem exercer nenhum cargo, tal a subserviência com que tanta gente demonstra ao abrir mão de atribuições que lhes cabe no comando do país. Deve por isso que muitos se acham no direito de opinar sobre qualquer coisa, como fez o presidente da CUT conclamando os petistas a pegar em armas para defender uma presidente sem autoridade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não saia do Blog sem deixar seu comentário